13/01/2007 16:20 Fernando Santos em conferência de Imprensa
Miccoli e Rui Costa poderão defrontar Académica

O Benfica defronta na segunda-feira à noite (20h45) a Académica de Coimbra, 25 dias depois do seu último jogo na Liga, frente ao Belenenses. Uma partida que poderá assinar o regresso de Miccoli e Rui Costa à competição mais importante do calendário nacional. “O Miccoli tem trabalho bem e se treinar amanhã sem limitações estará no lote dos convocados”, afirmou Fernando Santos ao início da tarde em conferência de imprensa. Sobre o maestro Rui Costa, o treinador deu a entender que o jogador poderá será um trunfo para a segunda parte. “O Rui Costa não está ainda a cem por cento. Depois de três meses de paragem, sem fazer nada, e depois de ter reiniciado os trabalhos há seis semanas é impossível que esteja a 100 por cento, mas está apto em termos clínicos”, salientou.   

Por outro lado, o técnico benfiquista aplaudiu a decisão da direcção benfiquista em renovar o vínculo contratual de Nuno Assis depois de o jogador ter sido punido pelo Tribunal Arbitral do Desporto com mais seis meses de suspensão, na sequência de um controlo anti-doping positivo no ano passado. Nuno Assis, que foi um dos jogadores mais utilizados na 1.ª volta, está assim impedido de jogar mais esta época, mas tal facto, segundo revelou Fernando Santos, não vai implicar a contratação de um médio: “A planificação do plantel (neste período de reabertura do mercado) não foi alterada devido à situação do Nuno Assis, que infelizmente deixou de fazer parte da equipa”. O treinador confessou a sua “enorme tristeza” pelo castigo aplicado ao jogador e mostrou-se surpreendido com a a envolvência do Estado no caso que culminou com a punição do atleta.

Ao invés de Nuno Assis, o extremo Manú vai continuar a fazer parte das opções de Fernando Santos para a segunda metade da temporada, apesar de ter sido pouco utilizado na 1.ª volta. “Manú nunca esteve fora da planificação que fiz. Muitos colegas já me ligaram para que cedesse o Manú e eu sempre disse que não”, frisou o treinador. 

Ainda sobre o ex-jogador do Estrela da Amadora, Fernando Santos referiu que o extremo precisa de se enquadrar no estilo de jogo do Benfica para conseguir afirmar-se na equipa.  “É um jogador que vem de uma equipa diferente, que jogava quase sempre em contra-ataque. O Benfica tem uma estrutura diferente, pois joga sempre ao ataque. Como tal, o Manú tem de se habituar a um tipo de jogo diferente”.

Já em relação à situação dos guarda-redes, Fernando Santos mostrou abertura para a saída de um deles do plantel. “Se tivesse menos um guarda-redes o problema não seria muito grave. Isso não quer dizer que alguém tenha de sair, mas se algum deles entender que não deve continuar, isso é outra questão”.