Gil Vicente  
GIL VICENTE FUTEBOL CLUBE
Fundação
1924
Cidade
Barcelos
Presidente
Abílio Martins Gomes
Treinador
Ulisses Morais
Estádio
Cidade de Barcelos







 

Desde que regressou pela última vez ao escalão máximo do futebol nacional, a equipa de Barcelos tem realizado boas exibições que lhe têm permitido manter-se no principal campeonato português. O seu ingresso na Primeira Divisão Nacional aconteceu no ano de 1990.



O Gil Vicente surgiu em 1924, após o nascimento de outros clubes na cidade de Barcelos, tal como o Barcellos Sporting Club e o União Foot-ball Club Barcellense mas, o Gil Vicente rapidamente se tornou na formação mais importante da cidade do galo.

A ideia de fundar um novo clube para Barcelos surgiu de um grupo de amigos, que se reuniam todas as tardes no Largo do Teatro, situado no centro da cidade.

O nome inicial encontrado para a nova equipa foi Gil Vicente Foot-ball Barcelense, tendo o nome Gil Vicente sido inspirado no teatro com o mesmo nome, que se encontrava no local onde se reuniam várias vezes.

As primeiras dificuldades da jovem formação fizeram-se sentir, sobretudo ao nível da necessidade de se encontrar um campo para a prática do futebol.

Na altura, a equipa deslocava-se até ao emprestado Campo da Estação, que pertencia a um outro clube de Barcelos, o Triunfo Sport Clube.

Mas, a 3 de Maio de 1933, frente ao Sporting Clube de Braga, o Gil Vicente estreou-se no primeiro recinto da sua história, o Campo da Granja, que posteriormente foi baptizado com o nome de Adelino Ribeiro Novo, que se manteve até hoje.

O Campo da Granja chegou a pertencer ao União Foot-ball Club mas, com o seu desaparecimento, os gilistas transferiram-se para as suas instalações, onde permaneceram até à presente temporada.

Ao contrário da maior parte dos clubes da SuperLiga Galp Energia, o Gil Vicente experimentou várias cores nos seus equipamentos até chegar ao que usa actualmente.

Inicialmente, as camisolas eram de cor vermelha e seguidamente foi escolhido o verde e branco de riscas horizontais, seguiu-se o amarelo e vermelho em sintonia com as cores da cidade e depois o azul.

Nos últimos anos, o Gil Vicente decidiu alternar as cores das suas camisolas entre o vermelho e o azul, em consonância com as cores oficiais estabelecidas pelos seus estatutos.

O clube de Barcelos teve num determinado período da sua história, a particularidade de ser dirigido por sacerdotes e na temporada de 1974/1975, o padre José Maria Furtado, assumiu os destinos do clube numa fase de instabilidade para o Gil Vicente.

Durante décadas, a equipa gilista permaneceu nos escalões secundários, tendo ingressado pela primeira vez na Primeira Divisão Nacional, em 1990, sob a orientação do treinador Rodolfo Reis.

A formação de Barcelos permanece no mais alto escalão do futebol português até 1997, ano em que é despromovida e regressa finalmente em 1999, com o técnico Álvaro Magalhães, após dois anos de ausência.

Pela equipa de Barcelos passaram, nos últimos anos, jogadores como Paulo Alves, que ingressou no Sporting, Nuno Capucho (que se iniciou nas escolas da formação gilista) ou Drulovic, que viriam a representar o FC Porto e treinadores como António Oliveira, que orientou o FC Porto e a Selecção Nacional A.

O Gil Vicente tem jogado, ao longo dos anos, no Estádio Adelino Ribeiro Novo, nome escolhido em homenagem ao ex-atleta do clube, que faleceu após um choque em campo, num jogo decorrido em 16 de Setembro de 1946.

Na época de 1987/1988 por imposição da Federação Portuguesa de Futebol, que decidiu que os clubes da primeira e segunda divisão passariam a ser obrigados a jogar em campo relvado, o Gil Vicente iniciou o processo de arrelvamento do seu recinto.

O campo tem uma capacidade para 5012 espectadores, no entanto, O Gil Vicente inaugurou, no dia 30 de Maio de 2004, o Estádio Cidade de Barcelos, incluído no Complexo Desportivo Municipal de Barcelos.

O evento contou com um encontro de futebol entre o Gil Vicente e o Nacional de Montevideu do Uruguai, no qual os gilistas foram derrotados por 2-1.

O recinto, com uma lotação para 12504 pessoas, pertence à autarquia local e será o local de realização dos futuros encontros da equipa gilista.