Capitão Júlio Ribeiro da Costa

Exerceu o cargo de vice-presidente da Assembleia Geral do Clube em 1935-1938, tendo sido eleito presidente da Direcção em 1938. Tinha integrado os corpos gerentes que presidiram à parada atlética nas festas do 32º aniversário do Benfica, que teve lugar em 19 de Abril de 1936. Antigo Futebolista do Liceu Pedro Nunes, transferiu-se para o Benfica, onde actuou em diversas equipas de futebol. No diferendo com o FC do Porto, em 1938-1939, defendeu intransigentemente o SL e Benfica. Em6 de Maio de 1940 presidiu à Assembleia Geral realizada para resolver a passagem das Amoreiras para o Campo Grande. Ficou para sempre ligado à suspensão dos corpos gerentes em 1944, devido a um golo invalidado ao clube no desafio contra o Belenenses, apontado por Rogério, e que nos daria o empate. Na altura era secretário-geral da Direcção, tendo sido castigado pela Federação Portuguesa de Futebol. Face à flagrante injustiça, que teria algo de político pelo meio, à excepção do tesoureiro, Dr. Vicente de Melo, toda a Direcção se solidarizou com ele, acabando todos os seus membros por serem punidos com três meses de suspensão. Aos 94 anos de idade era o sócio nº 1, tendo sido agraciado com o anel de platina, tal como o sócio nº 2, Rogério Jonet, pelos 75 anos de associados, constituindo autênticas lendas vivas. Ao longo dos anos foi alvo de significativas homenagens. Distinguem-se a do Chelas Futebol Clube e a do Sport Clube Sacavenense, que o consagrou seu "Sócio Honorário".

Devido ao seu grande amor ao clube, ocupou, desde 1914 a 1962, além dos cargos já referidos, o de segundo-secretário da Assembleia Geral, vogal da Direcção, suplente da Direcção, vice-presidente da Direcção, membro da Comissão de Iniciativas e Propaganda, da Comissão de Ginástica, da Comissão de Honra do Novo Parque de Jogos, da Comissão de Concessão de Distinções Honoríficas, da Comissão Jurisdicional Síndica, razões pelas quais a Assembleia Geral de 10 de Abril de 1962 o distinguiu com o galardão de "Águia de Prata". Em 1930-31 foi eleito presidente de Assembleia Geral da Associação de Hóquei em Patins. Faleceu em 1992.